"Shangrila Resorts" by Zaeemsiddiq, under CC-BY-SA-3.0A nossa vencedora de 2015 vêm do Lago Shangrila, um destino turístico popular no Parque Nacional Central de Karakoram, Skardu, Paquistão. Fotografia por Zaeemsiddiq, sobre a licença CC BY-SA 3.0

O Wiki Loves Earth, é uma competição onde os participantes fotografam áreas naturais protegidas e as carregam no Wikimedia Commons, e foi organizado internacionalmente pela segunda vez em 2015, com 26 países. A competição já acabou, e agora podemos apresentar os vencedores internacionais.

O objectivo da Wiki Loves Earth divide-se em duas vertentes. A primeira é fotografar a maior quantidade possível de monumentos naturais e áreas protegidas e publicar as imagens sobre uma licença livre, já o segundo é contribuir para a protecção ambiental sensibilizando o público.

A ideia do Wiki Loves Earth começou em 2013 na Ucrânia. Em 2014, juntaram-se à Wiki Loves Earth outros 15 países de quatro continentes — Europa, Ásia, África e as Américas.

Durante 2015, foram enviadas pelos participantes mais de 100 000 imagens.

O Wiki Loves Earth foi organizado através de vários concursos nacionais, coordenados por voluntários locais. Os júris nacionais enviaram então até 10 imagens à etapa internacional do concurso. Com 26 países participantes, o júri internacional teve de considerar um total de 259 imagens candidatas. O júri seleccionou e classificou as fotos em várias etapas através de uma ferramenta da web especializada.

O júri internacional foi composto de 9 fotógrafos de países diferentes, todos experientes em fotografia da natureza: Dmytro Balkhovitin (Ucrânia), Matthew Buck (Grã Bretanha), Dietmar Bartz (Alemanha), Walaa Abdel Manaem (Egito), Alex Wang (EUA), Katerina Zareva-Simeonova (Bulgária), Zeynel Cebeci (Turquia), Susanne Plank (Áustria) and Yathin Krishnappa (Índia).

Após uma avaliação cuidadosa, os membros do júri seleccionaram as seguintes imagens, incluindo a vencedora em cima.

"O Fanal, Ilha da Madeira, Portugal" by Jnvalves, under CC-BY-SA-3.0
Segundo lugar: uma vista da laurissilva da Madeira, Portugal. Fotografia por Jnvalves, sobre a licença CC BY-SA 3.0

"Steinbock 14962940265" by Berndthaller, under CC-BY-SA-3.0-AT
Terceiro lugar: um íbex (Capra ibex) em um parque nacional austríaco no maciço montanhoso dos Alpes Tauern. Fotografia por Bernd Thaller, sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Spinne Bratental Ps" by Suhaknoke, under CC-BY-SA-3.0
Quarto lugar: uma aranha-caranguejo-das-flores (Misumena vatia) com uma abelha recentemente morta na reserva natural de Bratental, próxima de Gotinga, Baixa Saxônia, Alemanha. Fotografia por Suhaknoke, sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Guepier d'europe au parc national Ichkeul" by Elgollimoh, under CC-BY-SA-3.0
Quinto lugar: um abelharuco-europeu (Merops apiaster) no parque nacional de Ichkeul, Tunísia. Fotografia por Elgollimoh, sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Червоні карпатські гори" by Iifar, under CC-BY-SA-4.0
Sexto lugar: Reserva da Biosfera dos Cárpatos, Oblast da Transcarpátia, Ucrânia. Foto por Vian e modificada por Iifar, sobre a licença CC-by-SA 4.0

"WolayerSee" by GeKo15, under CC-BY-SA-3.0-AT
Sétimo lugar: Lago de Wolayer e áreas circunvizinhas, Carintia, Áustria. Fotografia de GeKo15, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Camargue Étang de Vaccarès" by Ddeveze, under CC-BY-SA-3.0
Oitavo lugar: Corvos-marinhos durante o crepúsculo na lagoa de Vaccarès, França. Fotografia de Ddeveze, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Abismo Anhumas, Bonito, MS 2" by Caioribeirovilela, under CC-BY-SA-3.0
Nono lugar: estalagmites de calcário no abismo de Anhumas, Brasil. Fotografia de Caio Vilela, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Tatry i Spisz1" by Halavar, under CC-BY-SA-3.0-PL
Décimo lugar: Os Altos Tatras, tal como são vistos desde o Spiš polaco, Área de Conservação Especial de Tatry Natura 2000, Voivodato da Pequena Polónia, Polónia. Fotografia de Łukasz Śmigasiewicz, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0 (pl)

"Flamant rose Salines de Thyna" by Touzrimounir, under CC-BY-SA-3.0
Décimo-primeiro lugar: Um flamingo comum (Phoenicopterus roseus), sítio de Salinas Ramsar de Thyna, Tunísia. Fotografia de Elgollimoh, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Klonglan waterfall 03" by Khunkay, under CC-BY-SA-3.0
Décimo-segundo lugar: Cataratas de Khlong Lan, Parque Nacional de Khlong Lan, província de Kamphaeng Phet, Tailândia. Fotografia de Khunkay, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Lena Delta B.Lyakhovsky Island 2010-09-28 Boris" by A.Savin, under CC-BY-SA-4.0
Décimo terceiro lugar: O rio Malakatyn na ilha de Bolshoy Lyakhovsky, parte da Reserva Natural do Delta Lena, República da Lacútia, Rússia. Fotografia de Boris Solovyev, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0

"Roosa hommikuudu Tolkuse rabas" by MKose, under CC-BY-SA-3.0-EE
Décimo-quarto lugar: A manhã no pântano de Tolkuse, Área de conservação da natureza de Luitemaa, condado de Pärnu, Estónia. Fotografia de Märt Kose, disponível sobre a licença CC-by-SA 3.0

"SkiLines" by Ptahhotep, under CC-BY-SA-4.0
Décimo-quinto lugar: Linhas deixadas depois de esquiar nas pendentes nevadas do monte Baba, Parque Nacional de Pelister, Macedónia. Fotografia de Ptahhotep, publicada sobre a licença CC-by-SA 4.0

"Drone Reconnoitering" by Jonathan Wilkins, under CC-BY-SA-3.0
Designação especial: Zangão de apis mellifera no momento do seu nascimento, Ribeirão Preto, Brasil. Esta imagem recebeu uma pontuação alta dos juízes, mas não foi tirada dentro de uma área protegida, não se qualificou para receber um prémio. Fotografia de Jonathan Wilkins, publicada sobre a licença CC-by-SA 3.0


Foi posto à disposição do público o relatório completo do jurado internacional, que mostra o trabalho dos juízes e o processo de selecção, e apresenta os resultados junto com os comentários dos juízes.

Parabéns aos vencedores e obrigado a todos os que ajudaram na organização do concurso deste ano!

Vira Motorko
Equipa internacional da Wiki Loves Earth 2015